Dietistas aconselham crianças a comer mais peixe voltar atrás

Imprimir

Um estudo elaborado pela associação portuguesa de dietistas revelado esta quinta-feira aconselha os pais a darem peixe aos filhos mais do que duas vezes por semana porque reforça o sistema imunitário.

O objectivo era saber qual o comportamento das mães com a alimentação dos filhos neste regresso à escola. Foram inquiridas 200 mães, 100 no Porto e 100 em Lisboa, com filhos entre os quatro e os 10 anos de idade.

A maioria reconhece a importância de dar peixe às crianças, mas apenas 42% das mães dá aos filhos uma refeição de peixe, ao jantar, duas vezes por semana.

A presidente da Associação Portuguesa de Dietistas, Zélia Santos, ficou a saber com este estudo que a maior parte das mães sabe que o peixe é rico em OMEGA 3, mas desconhece outros nutrientes como as proteínas e o selénio, muito importante para o sistema imunitário; “ tem um potencial que ajuda o sistema imunitário nas defesas contra determinadas doenças, como as infecções tão comuns neste início das aulas”.

Os peixes que mais entram na alimentação são o bacalhau, o salmão e a pescada e a maior parte das mães opta pelo mais fácil e mais rápido, os cozidos e grelhados. A dietista Zélia Santos dá algumas dicas que podem enganar os miúdos que torcem o nariz quando o jantar é peixe, “ caldeirada, ensopado, massa de peixe, ou então fazer um empadão de peixe”.

Um prato colorido e uma maior variedade podem ajudar as crianças a gostarem mais de peixe, afirma a especialista.

Fonte: Rádio Renascença

apdNutricionistas